5 dicas para se obter ótimos resultados em treinamentos

Posted by Ivan Cruz
at Tuesday April 18th, 2017.

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

De acordo com uma pesquisa sobre treinamentos no Brasil intitulada “O panorama do treinamento no Brasil 2016” divulgada pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) em parceria com diversas empresas de renome, temos hoje dois grandes problemas na Educação Corporativa brasileira:

1. Investe-se pouco em treinamento

2. O Investimento tem baixo retorno.

Em relação ao item 1: apesar da melhora nos últimos anos, fica evidente a distância que estamos de países desenvolvidos como os Estados Unidos. Enquanto os EUA investem USD 1.229,00 por colaborador, o Brasil investe apenas BRL 624,00. Em todos os outros índices de investimento, seja Treinamento por Faturamento ou por colaborador, entre outros, os EUA investem de 2.8 a 3 vezes o que o Brasil investe.

Mas o que quero realmente falar neste artigo é sobre o item 2. Como nós brasileiros envolvidos com educação corporativa poderemos ter um melhor retorno sobre o investimento? Como podemos capacitar melhor nossos operadores, gestores, líderes e executivos?  

treinamentos

Recentemente, nós, da Mereo, realizamos várias sessões de treinamentos, principalmente em métodos e técnicas para solução de problemas em médias e grandes corporações como Grupo Pão de Açúcar, Kraft Heinz, Burger King, Self-it Academias, entre outras. Empresas multinacionais e brasileiras, principalmente do setor de varejo e consumo, veem os treinamentos como uma das formas mais eficientes de se alcançar alto desempenho. Apesar do  investimento menor se comparado a projetos de consultoria, os treinamentos, quando mal planejados e executados por pessoas pouco qualificadas, podem ser uma completa perda de tempo e dinheiro.

Treinamentos mal planejados e/ou executados, podem acarretar um custo altíssimo às organizações. Imaginem o custo de todas as pessoas paradas por horas em uma sala de aula e todo o custo logística e de infraestrutura para realização do evento. Além desses custos tangíveis, temos também os intangíveis, como custo do retrabalho ou da baixa qualidade da execução de atividades devido à falta de capacitação das pessoas.

Ao longo dos anos participei de diversos treinamentos em diferentes países e empresas, o que me proporcionou a compreensão de alguns pontos críticos para o sucesso ou falha de treinamentos. Gostaria, portanto, de compartilhar com vocês 5 dicas poderosas que podem ser usadas para se tirar o máximo retorno.

 1. Conhecer bem a audiência

Para os palestrantes, saber detalhes sobre o público presente é fundamental. Entender seus interesses e seus conhecimentos prévios, por exemplo, fará com que o direcionamento do conteúdo da palestra seja atraente na concepção do público. 

e-book modelagem da estrutura

2. Conectar com o público (conexão com a audiência por meio do uso de exemplos práticos e reais)

Após o estudo da audiência, o palestrante deve saber utilizar esse conhecimento para fazer a conexão do tema que está apresentando a fatos corriqueiros e à realidade do publico. Fazer essa conexão não somente atrairá a atenção das pessoas, como também facilitará a compreensão do que se deseja transmitir.

3. Dar continuidade prática ao treinamento (on the job training)  

Todo aprendizado é melhor assimilado com a utilização prática do conhecimento. É imprescindível, após o treinamento teórico, lançar mão de dinâmicas ou até a aplicação prática no dia a dia das pessoas, para que o conhecimento seja sedimentado. Aqui na Mereo, sempre tentamos encaixar sessões teóricas seguidas de um projeto para que o conhecimento seja aplicado, contando com o coaching de nossos consultores para que eventuais dúvidas, dificilmente identificadas em um treinamento puramente teórico, possam ser devidamente esclarecidas.

4. Conceder dinamismo aos treinamentos  

Nada mais chato que um treinamento monótono, concorda? Um treinamento sem interação é um fracasso total. A audiência fica sonolenta, e o palestrante perde a atenção e interesse do público. O treinamento bem planejado é aquele que sabe mesclar, teoria, com dinâmicas, vídeos, cases, e intervalos. 

5. Dominar o assunto

Durante os treinamentos, assuntos correlatos e complementares surgem colocando em prova o conhecimento de quem está palestrando. Ter uma visão mais abrangente e conhecimento teórico/pratico sobre o assunto e seus possíveis desdobramentos é fundamental para passar credibilidade para a sua audiência.  

Acredito que, com essas dicas, torne-se possível alcançar um excelente retorno sobre o investimento em treinamentos, como também garantir que os profissionais realmente sejam capacitados e convertam conhecimento em resultados mensuráveis e tangíveis. 

E então, o que achou desse artigo? Ainda tem dúvidas sobre como investir em treinamentos? Deixe seu comentário abaixo!

Ivan_CV_Blog

Previous Post
Next Post

Related Posts

Share

LinkedIn

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Keep updated!

Get our news