Remuneração Variável: o que é?

Posted by Gabriela Hipólito
at Tuesday May 16th, 2017.

Sorry, this entry is only available in Brazilian Portuguese. For the sake of viewer convenience, the content is shown below in the alternative language. You may click the link to switch the active language.

A Remuneração Variável, também conhecida como remuneração flexível, trata-se de uma remuneração atrelada ao desempenho, é a recompensa paga relativa aos resultados em um determinado período de tempo.

É aplicável em qualquer situação que haja indicadores de desempenho, ou seja, executivos, vendedores de carro ou trabalhadores de uma linha de produção, podem ser bonificados dessa forma, utilizando-se das notas atingidas em um determinado grupo de regras previamente estabelecidas na organização, é o que chamamos “regras do jogo”, pois uma vez definidas para o período não podem ser alteradas, a fim de se manter a confiabilidade do programa.

remuneração variável

Como é conhecida no mundo?

A Remuneração Variável é conhecida por vários nomes no Brasil e exterior, em inglês o termo é encontrado nas seguintes versões: P4P – Pay for Performance, PRP – Performance-Related Pay, Incentive Pay, Performance-Based Pay, value-based purchasing e Variable Compensation. No Brasil o termo se assemelha a Bonificação, contudo comumente referenciado como Remuneração Variável.

Onde se aplica?

Um dos objetivos contábeis desta técnica é transformar custo fixo em variável, por isso pode ser realizada através de Prêmios e incentivos, gratificações, participações acionárias e participações nos lucros.
Nos Estados Unidos e Grã-Bretanha encontramos uma forte aplicação da remuneração variável na área da saúde, os participantes são recompensados por cumprimento de metas pré-estabelecidas na prestação de serviços de saúde. Esta foi uma mudança fundamental de pagamento por honorários para pagamento por serviços, gerando-se assim o valor variável a ser pago.

No Brasil, o movimento de Remuneração Variável cresce a cada dia, demonstrando-se fiel ao seu propósito de alinhar as expectativas, comprometimento e os resultados esperados. Por isto, vemos empresas de grande porte utilizando este método em diferentes setores, por exemplo, mineração, outsourcing, recursos humanos, saúde dentre outros.

remuneração variável

 

Existe regulamentação?

Sim, existe uma base legal que deve ser respeitada ao se iniciar um programa de Remuneração Variável. A CLT é quem deve reger todo e qualquer sistema de remuneração variável, cabendo à empresa decidir a periodicidade desta bonificação e se ela se dará por meio de metas individuais ou setoriais.A remuneração variável vem como complemento a remuneração fixa e é previamente estabelecida por contrato.

Área de conhecimento

Embora a Remuneração Variável envolva finanças, gestão e planejamento, ela é estudada a fundo como uma disciplina de recursos humanos. Contudo, essa não precisa ser uma tarefa de total exclusividade do setor de RH das organizações. O gerenciamento de pessoal pode acontecer por meio de modelos mais modernos e tecnológicos lançados nos últimos anos. Descubra no fim do post quais ferramentas estão disponíveis para este tipo de necessidade.

Remuneração variável passo a passo

Um programa de remuneração variável pode ser construído utilizando-se os seguintes passos:

  1. Definição de indicadores: Esta é à base do programa, o que será e como será avaliado? Hoje possuímos uma gama enorme de técnicas e métodos de avaliação, normalmente os indicadores são vistos atrelados a metas que por sua vez mostram o alinhamento aos objetivos estratégicos da organização de um colaborador, de uma área ou até mesmo da organização, um exemplo é o EBITDA.
  1. Definição das regras: A seguir devem-se criar os grupos de pagamento, nestes grupos são feitas as ponderações entre áreas e entre os diferentes níveis da organização, ou seja, trata-se de criar a fórmula matemática e a curva de premiação nas quais os colaboradores serão submetidos, também nesta etapa deve-se definir quais os critérios de elegibilidade para os participantes.
  1. Efetuar no mínimo um acompanhamento mensal dos indicadores mostrando em painel, TV ou Intranet como andam os atingimentos destas metas, assim funcionará como um termômetro para todos e ainda, se as ponderações da equipe foram feitas de uma forma interdependente, logo o atingimento das metas serão preocupações de todos.

Naturalmente são etapas que dependem de muito esforço e que devem ser construídas em conjunto de consultores de gestão e especialistas que dominam a Lei 10.101 de 19/12/2000, para que não haja prejuízo para alguma das partes.

Ferramentas disponíveis

Uma grande ferramenta que auxilia em todo processo de definição da remuneração variável é a Plataforma Mereo. Essa Plataforma é uma ferramenta totalmente online, que possui módulos de acompanhamento que facilitam o controle de metas/indicadores, transformando a gestão em uma tarefa prática, fácil e muito visual.

A Plataforma Mereo possui em um de seus módulos a ferramenta de Remuneração Variável, onde é possível adaptar qualquer modelo meritocrático e suas fórmulas matemáticas em tempo record, libertando as organizações dos extensos arquivos de Excel e das fórmulas complicadas de cada célula.

remuneração variável

 

 

Previous Post
Next Post

Related Posts

Share

LinkedIn

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Keep updated!

Get our news