Como obter resultados com treinamentos nas empresas?

por Ana Lima - 03/04/19 ⇠ Veja outros Posts

Investir em treinamentos em uma empresa não só qualifica a equipe, como pode ser uma excelente ferramenta para motivação, engajamento e retenção dos colaboradores.

Empresas multinacionais e brasileiras, principalmente do setor de varejo e consumo, veem os treinamentos como uma das formas mais eficientes de se alcançar alto desempenho. Entretanto, quando mal planejados e executados por pessoas pouco qualificadas, os treinamentos podem ser uma completa perda de tempo e acarretar um custo altíssimo às organizações.

O problema dos treinamentos nas empresas

De acordo com uma pesquisa sobre treinamentos no Brasil intitulada “O panorama do treinamento no Brasil 2016” divulgada pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD) em parceria com diversas empresas de renome, temos hoje dois grandes problemas na Educação Corporativa brasileira:

  1. Investe-se pouco em treinamento
  2. O Investimento tem baixo retorno.

Em relação ao item 1: apesar da melhora nos últimos anos, fica evidente a distância que estamos de países desenvolvidos como os Estados Unidos. Enquanto os EUA investem USD 1.229,00 por colaborador, o Brasil investe apenas BRL 624,00. Em todos os outros índices de investimento, seja Treinamento por Faturamento ou por colaborador, entre outros, os EUA investem de 2.8 a 3 vezes o que o Brasil investe.

A nossa experiência em treinamentos corporativos

Recentemente, nós, da Mereo, realizamos várias sessões de treinamentos, principalmente em métodos e técnicas para solução de problemas em médias e grandes corporações como Grupo Pão de AçúcarKraft Heinz, Burger King, Self-it Academias, entre outras. Empresas multinacionais e brasileiras, principalmente do setor de varejo e consumo, veem os treinamentos como uma das formas mais eficientes de se alcançar alto desempenho. Apesar do  investimento menor se comparado a projetos de consultoria, os treinamentos, quando mal planejados e executados por pessoas pouco qualificadas, podem ser uma completa perda de tempo e dinheiro.

Treinamentos mal planejados e/ou executados, podem acarretar um custo altíssimo às organizações. Imaginem o custo de todas as pessoas paradas por horas em uma sala de aula e todo o custo logística e de infraestrutura para realização do evento. Além desses custos tangíveis, temos também os intangíveis, como custo do retrabalho ou da baixa qualidade da execução de atividades devido à falta de capacitação das pessoas.

Mas como nós brasileiros envolvidos com educação corporativa podemos ter um melhor retorno sobre o investimento? Como podemos capacitar de maneira mais assertiva nossos operadores, gestores, líderes e executivos?

Veja abaixo dicas poderosas para se tirar o máximo retorno dos treinamentos nas empresas:

Planejamento do treinamento corporativo: 5 passos

Os treinamentos têm a capacidade de a curto prazo agregar aprendizagem ao colaborador. Muitas organizações optam por trabalhar o treinamento e o desenvolvimento juntos, pois este trata-se de um processo mais amplo, que lida com a potencialização de competências pessoais e tem como foco a carreira.

Porém, neste artigo vamos tratar especificamente do treinamento nas empresas e o primeiro passo para torna-lo mais assertivo é estudar e definir os seus objetivos, para depois executá-lo.

Conheça bem a audiência

Para os palestrantes, saber detalhes sobre o público presente é fundamental. Entender seus interesses e seus conhecimentos prévios, por exemplo, fará com que o direcionamento do conteúdo da palestra seja atraente.

Estude as necessidades da empresa

Nesta fase é essencial ouvir os colaboradores e gestores, desta maneira é possível traçar as necessidades e lacunas profissionais das pessoas e da instituição e a partir disso propor um treinamento mais estruturado e que consequentemente trará mais resultados.

O Levantamento de Necessidades de Treinamento (LTN) é um processo de diagnóstico capaz de identificar dificuldades, lacunas e oportunidades de crescimento do time e é uma ferramenta valiosa nesta etapa. Nela é possível identificar brechas e construir planos para melhoria de performance dos colaboradores.

Defina os objetivos do treinamento

Ao desenvolver o seu planejamento estabeleça as metas que você deseja alcançar. Elas devem partir das falhas e das necessidades do grupo que irá receber o treinamento ou da empresa aonde está inserida. Trace objetivos que possam ser alcançados, mais que também representem desafios cada vez maiores, assim os colaboradores buscam se superar e melhorar de forma contínua.

Coloque o plano em prática!

Agora é hora de você tirar a atividade do papel e colocar a mão na massa!

Os treinamentos podem ser realizados de diversas formas, seja por meio de vídeos conferências, apostilas, entre outros. No entanto, os treinamentos práticos ainda são os que apresentam maior eficiência, pois permitem visualizar in loco os pontos frágeis da equipe e as maneiras de corrigi-los.

Conecte com o público para atrair mais atenção

Para garantir o sucesso do seu planejamento, é fundamental que o tutor ou instrutor do treinamento sabia utilizar esse conhecimento para fazer a conexão do tema que está apresentando a fatos corriqueiros e à realidade do publico. Isto não somente atrairá a atenção das pessoas, como também facilitará a compreensão do que se deseja transmitir.

Concedendo dinamismo aos treinamentos: domínio, prática e verificação

Nada mais chato que um treinamento monótono, concorda? Um treinamento sem interação é um fracasso total. A audiência fica sonolenta, e o palestrante perde a atenção e interesse do público. O treinamento bem planejado é aquele que sabe mesclar, teoria, com dinâmicas, vídeos, cases e intervalos.

Domine o assunto

Durante os treinamentos, assuntos correlatos e complementares surgem colocando em prova o conhecimento do tutor ou instrutor. Ter uma visão mais abrangente e conhecimento teórico/pratico sobre o assunto e seus possíveis desdobramentos é fundamental para passar credibilidade para a sua audiência.

Dê continuidade prática ao treinamento!

Todo aprendizado é melhor assimilado com a utilização prática do conhecimento. É imprescindível, após o treinamento teórico, lançar mão de dinâmicas ou até a aplicação prática no dia a dia das pessoas, para que o conhecimento seja sedimentado.

Avalie os resultados do treinamento 

Depois de finalizado é importante analisar os resultados alcançados no treinamento. Aqui é importante retomar aos objetivos que você definiu como meta e mensurar se eles foram atingidos.

Lembre-se, o treinamento pode ter sido feito com eficiência, porém não necessariamente ter trazido resultados positivos para a organização.

Analise se as metas da organização foram atingidas

Existem muitas maneiras de avaliar se houve ganhos e, caso sim, quais foram. Algumas delas é aplicar avaliações de conteúdo, nas quais é possível verificar se ele foi bem absorvido pelos profissionais ou comparar os indicadores da empresa antes e depois do treinamento ou ainda pedir feedbacks aos participantes.

Crie uma agenda de treinamentos

Como já dissemos, o treinamento e o desenvolvimento promovem crescimento pessoal e profissional, mas obviamente não é em uma capacitação que o funcionário aprenderá tudo. O desenvolvimento é gradual é requer muitas experiências para que seja efetivo.

Para garantir que as conquistas sejam duradouras e os resultados cada vez mais assertivos, é fundamental que a organização crie o hábito de promover treinamentos, deixando de encará-los como atividades pontuais, e sim como um poderoso e necessário investimento em capital humano.

Acreditamos que essas dicas podem te ajudar a alcançar um excelente retorno sobre o investimento em treinamentos, como também garantir que os profissionais realmente sejam capacitados e convertam conhecimento em resultados mensuráveis e tangíveis.

E então, o que achou desse artigo? Ainda tem dúvidas sobre como investir em treinamentos? Deixe seu comentário abaixo.

 

Ana Lima

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar