Estratégias para gestão de talentos: conheça as principais!

por Ana Lima - 30/05/19 ⇠ Veja outros Posts

Contar com estratégias para gestão de talentos é essencial para que a empresa consiga estabelecer o seu crescimento. Isso porque, com essa abordagem, a organização consegue desenvolver as habilidades que são necessárias e aproveitar ao máximo as competências de cada colaborador.

A gestão de talentos favorece a formação de equipes coesas, capazes de alcançar as metas e trazer resultados surpreendentes, mantendo a competitividade.

Neste post, vamos apresentar 6 estratégias para gestão de talentos que podem ser aplicadas na sua empresa.

1. Trabalhe a comunicação

Uma boa comunicação interna é o primeiro passo para a gestão de talentos direcionada, alinhando os objetivos da empresa ao trabalho diário das equipe e fortalecendo a cultura organizacional.

Esse diálogo deve permear todas as hierarquias, ser transparente e direto. Os funcionários precisam encontrar na empresa em que trabalham um lugar onde se sintam à vontade para propor ideias e solucionar dúvidas.

Apenas com uma boa comunicação é possível envolver todos os colaboradores no alcance das metas e conscientizá-los da sua importância, mantendo-os engajados e trabalhando a sua retenção.

2. Faça um recrutamento eficiente

O recrutamento e seleção não se resume à divulgação de vagas e realização de processos seletivos. Para que a empresa consiga contratar pessoas que vão trazer resultados palpáveis, é importante entender bem a cultura organizacional e traçar um perfil do tipo de candidato ideal para a vaga.

Em cima dessas informações, o RH deve construir uma descrição de vaga capaz de atrair os talentos, apresentando as vantagens de se trabalhar na empresa e não apenas as exigências do cargo.

Durante a seleção, é recomendado fazer testes psicológicos para compreender o perfil comportamental dos candidatos e perceber se ele terá uma boa adaptação.

Recrutamento e seleção eficientes são alguns dos pilares das estratégias para gestão de pessoas, permitindo que a organização contrate pessoas que realmente têm a ver com o propósito e com as necessidades corporativas.

3. Trabalhe o reconhecimento

Contar com funcionários satisfeitos é outro ponto importante para o crescimento da sua empresa. Reconhecer um trabalho bem feito é importante para manter o engajamento dos colaboradores, o que consequentemente ajuda no alcance dos resultados.

Uma boa maneira de fazer isso é oferecer bônus para quem alcançar a meta, ou um benefício que não seja necessariamente financeiro, como dias de folga, por exemplo.

Reconhecer os colaboradores traz a sensação de pertencimento e deixa claro que às equipes que seus esforços são observados e premiados. Isso eleva a sensação de bem-estar e ajuda a trabalhar a motivação diária.

4. Aposte no desenvolvimento de talentos

Dentre as estratégias para gestão de talentos mais usadas, está a estruturação de uma prática de desenvolvimento dos colaboradores. Essa prática se baseia na avaliação de desempenho dos funcionários e na aplicação de feedbacks e treinamentos, para que os mesmos tenham consciência de como está a sua performance e possam melhorar.

Os benefícios são inúmeros: os empregados se tornam profissionais melhores ao longo do tempo, desenvolvem uma relação de confiança com o gestor e têm maior engajamento, o que aumenta o índice de retenção.

A empresa passa a contar com equipes mais bem preparadas e não precisa buscar talentos no mercado ― é possível desenvolver todas as competências necessárias internamente.

Uma tendência presente nas empresas com abordagem mais moderna é a contratação de funcionários de acordo com o seu fit cultural. A organização seleciona as pessoas que possuem maior identificação com os valores corporativos e se propõe a desenvolver as competências técnicas, o que prova a eficiência desse tipo de abordagem.

5. Trace um plano de carreira consistente

Especialmente em grandes empresas, é muito importante para o colaborador conhecer suas chances de ascender na carreira, conseguindo melhores cargos e claro, salários mais atraentes.

Para isso, o funcionário precisa conhecer como funciona a estrutura hierárquica e saber o que deve ser feito para disputar essa vaga. A única maneira de alcançar esse resultado é montar um plano de carreira muito claro e divulgá-lo internamente.

Coloque os gestores à disposição para esclarecer dúvidas e cuide para que todas as promoções sejam efetuadas por mérito, não por favoritismos. Aliada às avaliações de desempenho e feedbacks, a estruturação de planos de carreira é uma das mais poderosas estratégias para gestão de talentos.

6. Desenvolva a liderança

As estratégias para gestão de talentos só são completas com uma liderança preparada para conduzir a equipe aos resultados. Nenhuma das ações citadas acima tem efeitos consistentes quando seus gestores não têm uma abordagem positiva – uma liderança empática, disposta a ouvir e capaz de motivar verdadeiramente os colaboradores.

O modelo de gestão que funciona melhor atualmente é o da liderança horizontal, em substituição ao modelo autoritário e centralizador.

Com essa abordagem mais próxima, é possível promover o diálogo, ouvir sugestões de melhoria e fazer uma administração das competências centrada e produtiva.

Para isso, treine a sua liderança, faça com que eles entendam a importância de conduzir a equipe de maneira madura e sensata, trabalhando em conjunto com os colaboradores.

Com essas 6 estratégias para gestão de talentos, é possível promover o desenvolvimento da sua organização de maneira estruturada e planejada, conseguindo resultados satisfatórios a curto e longo prazo. Vale a pena pensar em como as suas equipes estão sendo organizadas e o que é possível implementar.

 

Este conteúdo foi desenvolvido pela Xerpa, que desenvolveu um software responsável pelas tarefas mais burocráticas do RH. Se você quer mais informações sobre gestão de pessoas e ferramentas que ajudam a engajar os profissionais, conheça o nosso blog!

Ana Lima

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar