Feedback Contínuo: o futuro das organizações

por Ana Lima - 05/04/19 ⇠ Veja outros Posts

O feedback como avaliação dos resultados de cada colaborador surgiu da prática de avaliação do maquinário das empresas no passado, mais precisamente, em 1900. Ele evoluiu muito, e hoje o feedback contínuo é uma prática relevante para as emrpesas, ou deveria ser.

Porque as empresas ainda tem práticas de feedback arcaicas?

Pode parecer estranho, mas mesmo com toda a evolução tecnológica ao longo dos anos, até hoje algumas empresas se veem presas ao modelo inicial criado há mais de um século. A grande dificuldade, na verdade, tem sido contextualizar a tecnologia com as avaliações de desempenho de forma precisa, ou seja, com base em fatos e dados da maneira mais assertiva possível.

E é justamente nesse gap que o feedback contínuo pretende atuar. É importante trazer à tona o quão custosa pode ser a tarefa de se avaliar um ano inteiro, de forma concisa, o desempenho de um colaborador. Muitos detalhes são perdidos ao longo do tempo e, fatores importantes que poderiam ser úteis para a conclusão de como trabalhar o desenvolvimento das pessoas são esquecidos.

A evolução do feedback tradicional ao feedback de resultados

Agora, que tal darmos um grande salto para o futuro e ver o que o feedback, ou melhor, o feedback contínuo poderá fazer pela sua empresa? Confira.  

A evolução do feedback tradicional como nós o conhecemos

Antes, vamos retomar como normalmente acontece o processo de feedback nas empresas. 

O colaborador se autoavalia → O líder avalia o colaborador → Eventualmente, líder e liderado fazem o consenso das notas → O comitê geral da empresa realizam um pré feedback → O líder faz o feedback com o liderado indicando planos de desenvolvimento (em alguns processos ocorre aqui, em outros ocorre após o comitê)

Desta forma, a avaliação inicial fez, de fato, algum efeito no resultado final do feedback? Não na prática.

O Feedback contínuo é ideal para a geração de resultados

Também chamado de avaliação de desempenho ou de performance, o feedback voltado para resultados permite a análise das competências de forma individual. Assim, mensurar o alinhamento  entre o comportamento existente e aquele previamente estabelecido como cultura da empresa torna-se uma tarefa mais amena. Nessa mesma avaliação, o potencial do funcionário também é evidenciado, sendo feito de maneira discricionária.

Após a coleta de dados de forma clara e transparente, cabe ao gestor realizar o feedback com seu colaborador. Um feedback totalmente embasado em fatos e dados, sem que sejam consideradas subjetividades que possam colocar em risco a assertividade e seriedade do retorno recebido pela liderança.

Algumas empresas, com a cultura  mais rigorosa de gestão e acompanhamento de resultados, utilizam o método de forma mais sistemática, outras, de forma mais branda, considerando como fator decisório do feedback unicamente a avaliação feita pela pessoa que atribui o desafio.

Feedback ou Feedback contínuo?

O que eventualmente transforma o feedback em feedback contínuo depende do grau de motivação, ou seja, com qual frequência a necessidade de se retroalimentar um time sobre o seu desempenho se dá.

O retorno ágil sobre o trabalho realizado tem sido cada vez mais solicitado entre os funcionários de diferentes organizações. A tecnologia da informação e as redes sociais criam e fomentam dados massivamente sobre as pessoas, gerando a necessidade de informações sobre si mesmos de acordo com o contexto comercial vivido.

Essa necessidade surge, principalmente, da geração Millennials (nascidos entre 1980 e 2000), acostumada à agitação do mundo pós-moderno. Uma geração que deseja ser desafiada, devendo ser alimentada ininterruptamente à respeito do seu desenvolvimento enquanto profissionais para que não se vejam acomodados e percam o interesse pela função estabelecida.

As organizações têm confiado a seus funcionários a participação em diferentes times e projetos de maneira simultânea, o que reforça a necessidade de acompanhamento e retorno contínuo sobre suas funções. Não apenas por parte dos colaboradores, mas os próprios negócios têm exigido resultados mais rápidos a cada dia.

Quais são as características do Feedback Contínuo

  • O Feedback contínuo confere avaliações frequentes como parte da rotina do trabalho, dispensando a formalidade excessiva e a tensão pré-feedback comum no relacionamento líder e colaborador;
  • Objetivos claros. Quando tratados frequentemente, os objetivos tornam-se mais fluídos, definidos e redefinidos de forma mais constante, conforme a natureza ou necessidade do negócio;
  • O feedback contínuo também permite o implemento de outras fontes de informação não estruturadas para a complementação do feedback.

Outro atributo desta nova modalidade de feedback é proporcionar maior foco nas metas como time do que em metas individuais, mas sem que se percam as individualidades de cada integrante da equipe. Por exemplo, ao longo do período, podemos avaliar  linha do tempo dos feedbacks e ter uma real ideia da evolução do colaborador em determinadas competências ou comportamentos e também de sua capacidade de evoluir.

Como o feedback é dado na hora, torna-se ainda mais preciso, uma vez que são eliminadas as possibilidades de lapsos de memória ocorridos pela distância temporal da avaliação anual e o fato ocorrido.

Quando adotar o feedback contínuo?

Cada negócio deve ser avaliado de forma individual antes da aplicação do feedback de forma contínua. É importante avaliar a cultura, estágios e modelo do negócio para que a ferramenta não cause efeito contrário ao que foi esperado. 

Como fator colaborativo à decisão por este modelo, cabe lembrar o grande estímulo pelas lideranças ao feedback aberto, o que nem sempre acontece, sendo que facilitaria a convivência entre líder e liderado.

Deixar claro para toda organização os motivos pelos quais faz-se necessária a implantação desta cultura na empresa tornará o processo muito mais simples, sendo visto como um benefício geral.

Mas os modos tradicionais não precisam ser totalmente abandonados,  uma vez que o processo de feedback contínuo pode rodar em paralelo com a avaliação tradicional, subsidiando esta por meio dos dados coletados. O feedback contínuo não é apenas inovador de modo tecnológico, mas também inova por garantir a extração de significados importantes e práticos em cada evento ocorrido. Uma vez que a situação é pontuada em tempo real, garantindo fidelidade e assertividade no feedback anual ou semestral.

Ana Lima

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar