A Remuneração Variável nas empresas como fonte motivacional

por Athila Machado em 07/May/2018 ⇠ Veja outros Posts

remuneracao-variavel-nas-empresas

Os Programas de Remuneração Variável nas empresas estão cada vez mais difundidos. Mas eles nem sempre conseguem alcançar o seu principal objetivo: motivar as pessoas! E para que isso não ocorra na sua empresa e você consiga se diferenciar atingindo esse propósito, nós iremos te ajudar.

Separamos passos simples para que você consiga implantar corretamente esse programa. De modo a proporcionar grandes benefícios, tanto para o seu colaborador quanto para a sua empresa. E acima de tudo, é importante ter em mente que uma empresa se sustenta, a princípio, com pessoas realmente motivadas e que vestem a camisa da organização.

Por isso, te auxiliaremos com esse artigo, a implantar com sucesso o programa de remuneração variável, para motivar a sua equipe e alcançar os resultados tão esperados pela a sua empresa.

 

Entenda a real importância da Remuneração Variável

Você já deve saber que a Remuneração Variável, nada mais é do que uma bonificação que é paga ao colaborador em função de um resultado atingido por ele. E é por meio dessa forma de reconhecer e recompensar que podemos aumentar a motivação das pessoas nas organizações.

Sabe porquê?

Porque com a utilização da Remuneração Variável nas empresas, o colaborador percebe o valor do seu trabalho sendo reconhecido. E é a partir desse princípio que a sua motivação em obter maiores resultados aumenta. Uma vez que agora, alcançar as metas é o sinônimo de ser reconhecido e recompensado.

Como motivar os colaboradores por meio da Remuneração Variável?

Para se ter um programa de Remuneração Variável de sucesso, é preciso estabelecer um equilíbrio. É necessário balancear os fatores que envolvem tanto o aspecto motivacional quanto o financeiro.

E para simplificar, podemos traduzir esses fatores nos seguintes itens:

  1. Construção do Planejamento Estratégico bem elaborado onde a visão de médio/longo prazo não ultrapasse a capacidade da organização;
  2. Tradução do Planejamento Estratégico em objetivos anuais, com o propósito de buscar metas desafiadoras que motivem todos os colaboradores;
  3. Divulgação das regras definidas, ou seja, “as regras do jogo”, sobre a remuneração variável baseada no alcance dos resultados;
  4. Promoção de um ambiente de competição saudável por meio da avaliação dos resultados obtidos;
  5. Alocação de recursos dos gestores com o objetivo de fornecer condições aos colaboradores para a busca dos resultados.

Cada um dos fatores vistos acima são essenciais para se promover o equilíbrio entre alcançar os resultados e manter os colaboradores motivados. Essa motivação, por sua vez, tem papel importante na construção de uma organização sustentável, gerando resultados satisfatórios para os stakeholders.

 

6 etapas que te ajudarão a criar um programa de Remuneração Variável

1. Escolha o tipo ideal de Remuneração Variável para a sua empresa

Você sabia que existem tipos diferentes de remuneração variável? Antes de realizar a implantação desse sistema, é necessário que você conheça as diferenças entre os programas de remuneração variável mais usados. E para conhecer os tipos de remuneração variável, separamos um ebook exclusivo:

2. Estabeleça metas realistas

Estabeleça objetivos que são desafiadores o suficiente para motivar os funcionários e realistas o suficiente para não desencorajá-los. A natureza de certos postos de trabalho, muitas vezes é dependente de elementos que estão além do controle das pessoas, tornando difícil o estabelecimento de indicadores numéricos objetivos.
 

3. Adeque a recompensa ao esforço exigido

O programa de Remuneração Variável deve estabelecer uma relação diretamente proporcional entre o aumento do esforço e a recompensa. O problema é que, muitas vezes, os resultados não dependem apenas dos esforços dos funcionários, mas são influenciados por fatores internos e externos, além de seu controle.
 

4. Avalie o desempenho de forma objetiva

Para que a avaliação seja considerada justa, é aconselhável fazer metas facilmente mensuráveis, apesar de que algumas vezes os indicadores numéricos não existem. Se eles existem, podem estar contaminados por variáveis externas, tais como as condições de mercado ou comportamento concorrente. O fato de que as avaliações são realizadas por indivíduos muitas vezes torna-se subjetivo.
 

5. Gere a percepção de mérito

A meritocracia é normalmente baseada na idéia de que quem contribui mais, ganha mais. Mas, novamente, a subjetividade corrompe o processo. Afinal, o que exatamente significa contribuir mais? Quem decide isso e por quê? Como podemos garantir que o resultado é o resultado dos esforços feitos ao invés do acaso? A menos que haja uma percepção generalizada de que o sistema de remuneração é justo e imparcial, é provável que leve à desmotivação.
 

6. Previna comportamentos adversos

O comportamento que um sistema de remuneração variável nas empresas promove é muitas vezes inesperado. Isso porque ele está mal concebido ou pode ser manipulado. Um caso típico de comportamento oportunista seria os funcionários que só pensam em vender a todo custo para maximizar suas comissões, sem levar em conta outros fatores, como a solvabilidade dos clientes ou das condições de rentabilidade.

Outras consequências negativas incluem: o “efeito incremental”, que é quando uma pessoa precisa cada vez mais de bônus; “esforços limitados”, que é trabalhar apenas até receber a recompensa e não mais, e o “círculo vicioso”, gerado por promover trabalho apenas quando há incentivos.

Agora que você já sabe como implantar com sucesso a Remuneração Variável na sua empresa, uma plataforma de gestão integrada é o que falta para facilitar esse processo e alavancar ainda mais o seu negócio.


Conheça a ferramenta que facilitará a implantação da Remuneração Variável

Uma grande ferramenta que auxilia em todo processo de definição da Remuneração Variável é a Plataforma Mereo. Ela é uma ferramenta totalmente online, que possui módulos de acompanhamento que facilitam o controle de metas/indicadores, transformando a gestão em uma tarefa prática, fácil e muito visual.


A Plataforma Mereo possui em um de seus módulos a ferramenta de Remuneração Variável, onde é possível adaptar qualquer modelo meritocrático e suas fórmulas matemáticas em tempo record, libertando as organizações dos extensos arquivos de Excel e das fórmulas complicadas de cada célula.

A Mereo pode ser justamente o que você está procurando! Entre em contato com os nossos especialistas e conheça mais os benefícios da nossa plataforma. 

Athila Machado

Co-fundador, Diretor Comercial e de Operações da Mereo. Responsável pelo contato com os clientes e gestão do time de consultores. Formado em Administração de Empresas, traz em sua trajetória larga experiência em modelos de gestão. 

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar