Transformação digital em tempos de crise: A pandemia como catalisadora da reinvenção do seu negócio

por Ivan Cruz em 26/Apr/2020 ⇠ Veja outros Posts

Por muitos anos vem se falando em transformação digital nas empresas, porém apesar de toda discussão, o tema virou um Buzzword, e não necessariamente implementado com sucesso, mas um dos efeitos da pandemia foi que ela serviu como catalizadora da reinvenção do negócio na transformação digital em tempos de crise. 

Neste momento, onde há o distanciamento social e as pessoas estão que trabalhando remotamente, é possível fazer uma avaliação geral das empresas de todos os segmentos e identificar, de fato, quem conseguiu implementar recursos digitais de forma consistente em seus negócios. 

O verdadeiro acelerador da transformação digital

Recentemente tenho participado de discussões com executivos agradecendo todo o investimento e tempo despendido nos projetos de transformação digital, fazendo até algumas brincadeiras a respeito do tema. Inclusive, tem uma imagem engraçada circulando na internet sobre uma pesquisa que diz:

“Quem liderou a transformação digital da sua empresa?'

A) CEO

B) Diretor de tecnologia

C) COVID-19.”

E a opção “COVID-19” está circulada.

Quem liderou a transformação digital da sua empresa

Na realidade, o principal acelerador da transformação digital nas organizações não foi nenhum executivo, mas sim a necessidade de se reinventar neste momento de crise sem precedentes. O COVID-19 está acelerando a digitalização em muitas empresas, enfrentando resistências e silos historicamente presente nas organizações. Como observou o CIO da ITWC, Jim Love:

'Às vezes é preciso uma crise para mudar a mentalidade das pessoas.'

Essa pandemia está finalmente levando as empresas a prestar a atenção necessária à transformação digital.

 

gestao_estrategica

Oportunidades em meio à crise para as empresas

A crise criou oportunidades para que as empresas se reinventassem, redesenhando e atualizando seus modelos de negócio. As organizações que não esperaram chegar a momentos como esses para planejarem seus negócios de forma mais eficiente e investiram, preparando sua organização para o futuro, estão colhendo melhores resultados.

Um exemplo que gosto de dar são as empresas de varejo, porque os varejistas foram especialmente afetados pelas paralisações e pelo distanciamento social causados pelo novo Corona Vírus. Muitas empresas investiram em canais digitais, como e-commerce e marketplace, porém a maioria não deu a atenção necessária a esses canais digitais.

A transformação digital não passa somente pela aquisição da tecnologia e sim pela estratégia, pelo mindset e disseminação da cultura. Neste momento ficará fácil avaliar quem de fato fez a transformação da sua organização para o digital.

As vendas online e seu aumento crescente durante o isolamento

Hoje 100% das vendas da maioria das empresas do varejo vem do canal digital, desta forma empresas que tinham o canal digital representando 50% da sua receita, estão bem melhor posicionadas do que aquelas empresas que tinham somente 10%. É uma significativa diferença. 

A Amazon não parou de funcionar, devido à sua automação, canais digitais e suas outras estratégias de pensamento digital. Ao contrário de outras empresas que não tinham o menor grau de automação e digitalização dos seus processos. 

As empresas precisam repensar como elas agregam valor a seus clientes no mundo digital. Sandy Shen, diretora sênior da Gartner, afirma:

“O valor dos canais, produtos e operações digitais é imediatamente óbvio para as empresas de todos os lugares no momento. [...]

As empresas que podem mudar a capacidade tecnológica e os investimentos para plataformas digitais mitigarão o impacto do surto e manterão suas empresas funcionando sem problemas agora e a longo prazo. '

6 formas de realizar a transformação digital em seu negócio

Apesar de iniciar de forma tardia o pensamento digital, é possível destacar algumas formas pelas quais a tecnologia pode ajudar lojas e restaurantes a permanecerem conectados aos clientes. Confira!

1. Transmissões ao vivo

Dar continuidade ao contato com o cliente para fortalecer a marca e manter o relacionamento está sendo estratégia de várias empresas seja de restaurantes.

Fazer lives do preparo dos seus pratos, há também cantores e grupos musicais realizando shows e até instituições de ensino fazendo entrevistas com seus professores, consultores e especialistas.

2. Vendas por redes sociais

As empresas estão aproveitando a transmissão ao vivo e as redes sociais para incentivar compras sem precisar entrar nas lojas ou ver produtos IRL. 

O uso de plataformas de mídias sociais estimula o engajamento com seu público, além de ser uma ótima forma de mostrar sobre seu serviço ou produto.

3. Microcrédito

As empresas estão ajudando a reduzir os custos para entrega de compras on-line, empresas de cartão de crédito tem flexibilizado os pagamentos e muitas empresas estão fornecendo mais opções de parcelamento.

4. Serviços de entrega

Como a grande maioria dos restaurantes só estão funcionando com o serviço delivery, a melhor forma de continuar sua operação é por meio de Drive Thru ou com apoio de aplicativos de entrega como Rappi, 99, Uber Eats, Ifood e James Delivery.

5. Serviço de entrega autônoma

Alguns países que já vem testando o modelo acharam neste momento ótima oportunidade para acelerar a utilização de veículos de entrega autônomos, máquinas de venda móvel e drones.

Essas tecnologias estão ajudando os varejistas a entregar mercadorias sob demanda reduzindo o contato humano.

6. Cozinhas virtuais e entrega de comida

As startups estão experimentando cozinhas virtuais 'fantasmas' e a entrega de comida sob medida. Exemplo: Mimic (startup brasileira) e Cloud Kitchen (americana).

A crise também está definindo a agenda e as prioridades das empresas e onde devem concentrar os esforços para a transformação digital, como facilitar as necessidades de uma força de trabalho remota em massa.

Exemplos de transformação digital para empresas de todos os segmentos

Se olharmos de forma mais abrangentes, para qualquer segmento, podemos destacar outras iniciativas tecnologias muito uteis, como: 

  • Ferramentas de vídeo conferência: Empresas de serviços podem continuar suas operações com seus colaboradores trabalhando remotamente, crescendo especialmente os números na utilização de ferramentas de conferências, tais como: Zoom, Microsoft Teams, Google Meet, Whereby entre outras. 
  • VR / AR: Uma nova tendência digital são as empresas de eventos que estão trabalhando com a tecnologia de realidade virtual e aumentada para realizar todo tipo de projeto. Um exemplo disso é a Beenoculus.
  • Gestão com foco em resultados: Redefinir prioridades e KPIs a serem acompanhados de perto como caixa, receita e estrutura de custos. Ferramentas como a Plataforma Mereo apoiam neste momento de repactuação de objetivos, proporcionando transparência e alinhamento por toda a organização.

A questão da transformação digital é muito mais abrangente, ainda falta um entendimento maior sobre o que realmente significa transformação digital nas organizações, porque esse conceito vai além de trabalhar repentinamente em casa utilizando ferramentas de conferências e internet para realizar as atividades.

Para reinventar o seu negócio durante a pandemia é necessário muito planejamento, conhecer bem seu segmento e se adequar as novas formas de vendas online. É se adequar com o que o mercado pede, não só em momentos de crise, mas também por ser o futuro das organizações.

 

Enfim, existem diversas formas para começar agora a adotar medidas de transformação digital em tempos de crise, como forma de catalisar a reinvenção do seu negócio e continuar a ter sucesso no seu segmento de mercado.

Por isso nós da Mereo oferecemos uma demonstração gratuita da nossa Plataforma para te auxiliar nesse momento de transformação digital da sua organização. Confira agora as funcionalidades da Plataforma Mereo!

Ivan Cruz

Diretor de inovação, marketing e desenvolvimento do negócio na Mereo. Com mais de 15 anos de atuação em consultoria de negócios a nível global, é especialista em análises financeira e execução de estratégias. Atuou em empresas de vários segmentos nas esferas privadas, públicas e não governamentais liderando projetos focados em melhoria de rentabilidade, redução de custos, otimização de fluxo de caixa, criação de valor, Due Dilligence e melhoria de eficiência operacional.

Deixe seu Comentário

Você também pode se interessar